Declaração de intenções.

Como tenho andado a dizer há algum tempo, o meu objectivo é partilhar o que tenho aprendido.

Na realidade o que quero é um pouco mais que isso, é mais ambicioso, quero mostrar algo a ser criado.

 

 

Sei muito bem onde quero chegar (não me proponho a pouca coisa, é arriscado eu sei, mas isso é comigo, se falhar falho comigo).

 

Sei qual o meu objectivo, mas não quero mostrar um produto pronto, um resultado final perfeitinho e imaculado, sem falhas, quero mostrar-vos os bastidores, quero mostrar o caminho a ser formado, os meus medos as minhas dúvidas, as minhas falhas, e incertezas, para que percebam que as coisas não nascem prontas, as coisas demoram tempo, exigem tempo, esforço, foco, disciplina, compromisso, e falhas, muitas falhas para podermos aprender.

 

Estamos habituados a ver apenas resultados finais perfeitos, resultados de coisas que parece que se chegou lá sem esforço, num caminho lindo e maravilhoso (um sonho), e isso leva-nos a criar uma visão pouco real da vida, de como as coisas são na realidade, como são os bastidores.

 

Vivemos a desejar chegar a uma vida de sonho e fantasia, sem dificuldades, e de facilitismo, onde as coisas nos são dadas, porque “merecemos ser felizes, tu mereces tudo...”, inundados por frases feitas com gatilhos emocionais, textos e discursos que nos vendem a ideia de estarmos sempre felizes e contentes e que tudo nos pode ser dado sem esforço, basta “desejar com muita força”... O resultado é a negação de parte de nós, da parte menos bonita.

Tem funcionado para vocês? Conseguiram essa vida, só por desejar? Eu não.

 

Vou mostrar o caminho, o meu caminho até ao meu objectivo, se quiserem podem vir comigo.

 

Tenho demorado um pouco mais do que eu gostava (a voz critica da minha cabeça diz: parece que estás sempre a anunciar e nunca mostras nada em concreto) porque, para começar sou um pouco impaciente quero tudo para ontem, e depois a tarefa de racionalizar e esquematizar “A VIDA”, não é coisa fácil, parece que sempre aparecem coisas novas para eu juntar ao esquema que estou a fazer.

 

Interessante é perceber que para vos mostrar o poder da organização na nossa vida, vou ter de organizar as ideias, curioso não é? Vou ter de praticar o que escrevo ;) .

 

Pretendo criar uma linha de raciocínio, tornar simples e perceptível coisas sobre as quais não pensamos muito no dia-a-dia. Tu és maluca Cristina! Eu sei, eu sei... ainda não viste nada... mas vou na mesma.

Write a comment

Comments: 4
  • #1

    Ana Loução (Wednesday, 12 February 2020 18:43)

    Olá �
    Adoro o que escreve. Transmite, acima de tudo emoção, paixão, gosto por Viver a Vida. �❣❣
    É de Pessoas com "garra" e "alegria na Alma" que o mundo precisa.
    Continue.
    Grata pela partilha ⭐⭐⭐⭐⭐
    Ana Loução

  • #2

    Regiane Mara (Thursday, 13 February 2020 02:47)

    Que lindo Cris!!!!!! Super apoio!!!!! Vá em frente!!!! Bjo

  • #3

    Sofia (Thursday, 13 February 2020 08:01)

    Por estas e por outras é que gosto tanto de ti ��❤

  • #4

    GIRLY THINGS | Cristina Martins (Thursday, 13 February 2020 15:37)

    Olá Ana, o primeiro comentário no blog, sabe tão bem, obrigada pelo carinho.

    Re, preciso muito desse apoio, obrigada, beijo para o brasil <3

    Sofia <3 <3 <3