Vida - Manual de instruções

Para construir uma vida feliz, temos à nossa disposição várias ferramentas (vontade, imaginação, inteligência, organização etc.) que precisamos aprender a manejar, mas a verdade é que nunca ninguém nos ensinou como o fazer.

 

Nos dias de hoje compramos uma maquina de café com 2 botões, e ela vem com um manual de instruções em 5 línguas, para aprendermos a carregar no botão certo...

 

Em relação à vida não nos ensinaram nada, temos as ferramentas todas, mas como é que as usamos? Para que servem? Aonde está o manual de instruções? 

 

Andamos a aprender a manejá-las sozinhos, por tentativa e erro, isso consome-nos muita energia e tempo, mas achamos que é normal porque toda a gente faz igual, e pensamos que é a única hipótese (mas não é).

 

É preciso dedicar algum tempo a estudar sobre a vida (soa poético, não soa?). Há coisas que não vão la só com a força de vontade, meditação e pensamentos positivos... é preciso estudar certos assuntos, ter certos conhecimentos. A vida pode ser muito mais fácil se tivermos a inteligência de saber ao que dedicar o nosso tempo, energia e atenção.

 

 

Imagina, decides que queres correr uma maratona, mas nunca correste na vida, e não sabes nada sobre o assunto, mas tens esse sonho.

 

Chega ao dia e lá vais tu com toda a tua motivação, pensamentos positivos, força de vontade, mas também sem preparação nenhuma, eu vou conseguir, eu vou conseguir, eu vou conseguir... Chegas ao 3º kilómetro estafada desistes, ficas triste e dizes, isto de correr maratonas é muito difícil, não é para mim, não tenho jeito, perdi o meu tempo. E perdes a confiança em ti. 

 

Mas tens a uma 2ª opção, decides que vais correr uma maratona, e que te vais preparar antes, então estudas sobre o assunto: como treinar e ir correndo cada vez mais kms, aprendes que músculos do teu corpo precisas fortalecer para seres mais eficaz na corrida, para não te lesionares, como precisas te alimentar, como deves dormir, vais ver o que pessoas que já fizeram uma maratona dizem, investigas o que precisas de levar no dia da maratona para poderes aguentar o esforço fisico e mais mil coisas que eu não sei porque correr maratonas “não é a minha praia”...

 

Chegado o dia da maratona lá vais tu, com toda a tua motivação, pensamentos positivos e força de vontade, mas neste caso tu estudaste o assunto e preparaste-te para o teu objectivo, tens ferramentas para atingir o teu sonho.

Corres a maratona e chegas ao fim, cansada esgotada, mas chegaste ao fim, o teu tempo não foi perdido, trabalhaste para isto e sentes um orgulho enorme porque atingiste o objectivo a que te propuseste.

 

No 1º caso é certo que dedicaste tempo e energia mas de forma não planeada, e não conseguiste cumprir o objectivo, já no 2º caso escolheste de forma inteligente onde gastar o teu tempo e energia com os conhecimentos certos, e atingiste a meta.

 

Onde quero chegar com este exemplo, é que a vida é como uma maratona, para sermos felizes não precisamos apenas de pensamentos positivos e motivação, a vida é uma questão de preparação, quando nos informamos, planeamos e direcionamos a nossa energia e tempo de forma inteligente, conseguimos cumprir os nossos sonhos e objectivos com muito mais facilidade e alegria. 

 

Já queimei muitos neurónios a pensar na vida, já perdi muitas noites de sono, já estudei muito e investi muito tempo e dinheiro, decidi fazer algo de útil com isso. 

 

Estou a criar um “manual de instruções da vida”, com base em assuntos que considero essenciais, gosto muito, me tocam e mudaram a minha vida, “ até ver” chama-se a arte de viver.

 

A partir de agora todas as segundas-feiras vou partilhar um texto. O próximo é sobre como esta crise nos pode ajudar a criar uma vida mais feliz.

 

Espero que gostem, é um desafio gigante para mim, começar a escrever e partilhar, mexeu tanto comigo que desconfio que até febre tive, o que não convém nada porque febre é um dos sintomas do vírus. 

 

Digam-me o que acharam se vos parece bem a ideia.

 

 

Write a comment

Comments: 3
  • #1

    Sofia Rodam (Wednesday, 25 March 2020 20:52)

    Olá Cristina. :) Que boa ideia. Muita coragem e inspiração para essa partilha (mas sem febres! :) ). O seu exemplo lembrou-me um outro, que partilho, porque me marcou, e que revisito quase sem querer em muitas coisas que faço na vida, sempre que surge a expressão "eu esforcei-me".

    Ainda adolescente, um colega de turma contestou a nota que iria ter (11), por oposição à de uma colega, que teria 18, alegando que no primeiro teste ambos tinham tido a mesma nota. O professor justificou sucintamente que a nota era diferente porque nos teste seguintes a colega tinha tido sempre 20, enquanto ele se tinha mantido no mesmo lugar. "Mas eu esforcei-me!" - irritou-se ele.
    O nosso professor levantou-se (era dado a uns momentos de teatro) e informou: "Vamos imaginar que eu vos mandasse deitar abaixo aquela parede. Você olha para ela, desata a correr e atira-se a ela! Você cai, e magoa-se, mas não desite! Levanta-se e vai de novo, a correr, de novo lançado à parede. Você está cansado, e suado e dorido, mas não desiste: você corre e atira-se de novo e de novo à parede. A sua colega, tranquilamente, analisa e estuda a parede, faz um furinho com um berbequim, põe a quantidade certa de dinamite. Senta-se à distância certa e espera que ela rebente. Ora eu pedi que deitassem a parede abaixo. A sua colega fez isso, tem 18. Você não faz isso, tem 11. Mas esforçou-se."

    Há um mérito muito específico que associamos à palavra esforço que na verdade nem sempre significa nos empenhámos na resolução do problema. Desde aquele dia (e já lá vão quase 20 anos!) lembro-me muitas vezes de não me "esforçar", mas empenhar-me. E fazer, com método, realmente o melhor possível, tentando coisas novas, e desfrutando dos resultados. Nem sempre se vai ser o melhor ou chegar em primeiro nas "maratonas" a que nos propomos na vida. Mas diria que é fundamental para a moral também não nos contentarmos com desculpas que só nos façam sentir menores e frustrados. Pensamento positivo faz muito pelas nossas vidas, mas sozinho também não faz milagres. :)

    Espero que também ache este exemplo interessante. :)
    Um beijinho e agradeço por todas as suas frases inspiradoras!
    Sofia Rodam

  • #2

    Mafalda (Wednesday, 25 March 2020 21:53)

    Continua!

  • #3

    Girly things (Friday, 27 March 2020 16:36)

    Sofia, Genial adorei o seu exemplo, muito obrigada por me ter dado o seu tempo ao escrever para mim :)

    Mafalda, um beijo grande